Imprensa

Notícia Coprel Release

Voltar
  • 07.02.2020

  • Energia

Investimentos na atividade leiteira melhoram a qualidade de vida e promovem a sucessão rural

Compartilhe:

O leite é um dos alimentos mais consumidos pelas pessoas no mundo todo. Além de possuir na composição nutrientes essenciais para a manutenção da vida, serve de fonte de renda para muitas famílias do meio rural.  A atividade do leite, seja ela com menor ou maior número de animais, exige dedicação, amor e comprometimento com o dia a dia do trabalho. Em Muliterno, dois irmãos casaram com irmãs gêmeas, e juntos, trabalham no tambo de leite e no plantio de grãos.

Na localidade de Capela São Pedro, os irmãos Francisco e Dorvalino Longaretti estão fazendo a sucessão da propriedade rural dos pais, que há muito tempo, deram início a atividade do leite. Como em qualquer empreendimento rural, a organização é necessária com a divisão de tarefas. Francisco e o filho Francis se dedicam aos cuidados com os animais, enquanto que Dorvalino e o filho Denis, cuidam da parte de grãos e do maquinário agrícola.

A hora de tirar o leite reúne as duas famílias. Enquanto as irmãs Ires e Iraci organizam a sala de ordenha, os demais cuidam da alimentação nos cochos, que varia entre ração, silagem e feno pré-secado. As duas ordenhas do dia ocorrem às 5h30min e às 17h30min para um plantel de 30 vacas.

De acordo com Francisco, graças a energia elétrica da Coprel, as famílias puderam continuar com a produção de leite e se desenvolver no interior. “Estou fazendo a sucessão rural do meu pai, mas dei a liberdade para o Francis escolher o que o deixava mais feliz. Ele optou por ficar no interior. Não tenho palavras para dizer o valor e a importância dele aqui”, explica.

Francis gosta do interior, de cuidar dos animais e da lavoura. Aos 24 anos, ele celebra a oportunidade de fazer os próprios horários de trabalho e ajudar nas tarefas que surgirem. “Meus pais sempre me apoiaram em fazer mudanças na propriedade e em buscar novas tecnologias. Recentemente trocamos a ordenhadeira e investimos no compost barn, para promover o bem-estar dos animais, aumentar a produção de leite, e facilitar nosso trabalho”, ressalta.

Com o investimento, as famílias tiveram um aumento de produtividade no leite de seis litros diários por animal, em média.  Com o sistema semiconfinado, no verão os animais passam o dia no galpão e à noite na pastagem.  No inverno é ao contrário: as vacas ficam durante o dia na pastagem e à noite no galpão. “Há pouco tempo temos a rede trifásica, e é 100%. Quero parabenizar a Coprel pelo excelente trabalho que vem fazendo pelas famílias do meio rural. É o nosso braço direito, que nos faz permanecer no meio rural, onde tem todas as tecnologias e as coisas necessárias para que tenhamos qualidade de vida e mais conforto também”, destaca Francisco. 

Com os investimentos da Coprel em redes bifásicas e trifásicas, as famílias cooperantes podem investir nas atividades, gerando mais renda e promovendo a sucessão rural. Assim como aconteceu com Francis e Denis Longaretti, a Coprel apoia a permanência dos jovens nas propriedades rurais, para que haja continuidade nos negócios, desenvolvimento, conforto e qualidade de vida no interior.

 

Deixe seu comentário